Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

23
Fev16

Porque somos assim. Mulheres.

Maria das Palavras

"Chateei-me" com o Moço porque ele não queria que eu comesse o Snickers que me trouxe antes do jantar. Comi-o. "Chateei-me" com o Moço porque me deixou comer o Snickers antes do jantar.

[Agora falta "chatear-me" com ele porque me trouxe um chocolate que está a ser retirado do mercado - e portanto pode ter sido uma tentativa de homicídio.]

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

23
Fev16

Passatempo: O Dia do Pai não vem longe

Maria das Palavras

Oh Maria, mas tu estás doida? Estamos a 23 de Fevereiro e isso é só a 19 de Março! 

De facto parece exagero. Mas isso é para quem não quer uma prenda totalmente personalizada para o seu melhor pai do mundo ("todos" temos um, não é?). E mais ainda, é para quem não quer ganhar essa prenda no novo passatempo do meu mai'novo, o Consultório de Prendas, que acaba a 2 de Março.

Ora espreitem.

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

23
Fev16

Os 5 Flagelos em Hotéis

Maria das Palavras

Os 5 Flagelos em Hotéis - Maria das Palavras (imagem Pixabay)

 

Nem tudo o que é estadia em hotel merece cinco estrelas - mesmo quando o hotel é literalmente de cinco estrelas. Há alguns dramas frequentes que são autênticos flagelos para o frequentador de hóteis mais ou menos regular. Recostem-se e enumerem comigo: tenho a certeza que vão reconhecer alguns.


1. Wifi? Claro! Na receção.

O panfleto diz que sim tem internet e acentua que é grátis (quanta bondade!). Depois chegamos e no quarto não liga. É grátis, sim. A internet funciona muito bem, sim senhora. Ali na zona da entrada. Portanto, preparem-se. Logo visto o pijaminha e venho aqui para o lounge trocar vidas de Candy Crush. Pois bem percebo que uma pessoa vai para um hotel - muitas vezes - para descansar, mas consideremos que a) descansar também é ler blogs e b) como é que se vive sem internet?  Ou então podem não ter, mas assumam isso sem vergonha e digam que não há mesmo wifi nenhum, para não ir gente ao engano. Já me aconteceu viajar em trabalho e ter de me sentar nos degraus do hotel a responder a emails urgentes. Porque tinha wifi...na receção...que por acaso até fecha a determinada hora. 

 

2. A cama de casal em Twix.
Quarto de casal - check. Cama de casal? Vamos juntar duas pequenas e disfarçar isto a ver se eles não notam. Ver se eles não notam que vão entrar numa cratera GIGANTE a meio da noite se tentarem chegar-se um ao outro. As camas twin, com efeito Twix, não satisfazem vez nenhuma. Foram certamente introduzidas nos hotéis por algum pai que entregou a filha em casamento, mas a quem ainda custava aceitar que a filha ia dormir com outro homem e subornou o gerente do hotel para dividir as camas. 

3. O lençol sem ácaro.

A única explicação que vejo para TODOS os hotéis do mundo usarem lençóis frios, de verão, seja qual for a temperatura e estação do ano é a higiene. Mas quando o termómetro desce...digamos abaixo dos 10º... prefiro ao menos uma flanela (já nem digo polares) mesmo que contenha diversas doenças embutidas no pelinho do que passar um frio de rachar na arca frigorífica em que se transforma a cama. Da para ser? Juro que vou começar a levar os meus lençóis extra-térmicos para os hóteis. 

 

4. Água não se nega a um pobre.

Então porque é que tenho de pagar 3€ por uma garrafinha minúscula que guardam no minibar? Nestas coisas os hóteis pequenos são mais atentos do que a maior parte dos upa-upa. Nos grandes assumem só: não vêm que temos um lavatório da design? Bebam de lá que isso foi caro. Ou então inchem com o preço inflacionado por uma micro-dose engarrafada. Se passarem a noite na discoteca não têm de pagar? Então dancem ao nosso ritmo, vá. Que a utilização do sound-system - essa sim verdadeiramente essencial - é grátis.

5. A humilhação da piscina interior. 

As piscinas interiores em hóteis são uma benção não são? Permitem disfrutar de umas belas braçadas mesmo quando o tempo cá fora não permite. Às vezes até são aquecidas. Melhor coisinha do mundo, não é? NÃO! Melhor coisinha do mundo era se me deixassem ir à tal piscina interior sem colocar uma humilhante touca! Juro que fico um alien. Tenho muita vergonha de a pôr na cabeça, mesmo que ninguém olhe para mim: acho que as narinas se dilatam logo, os olhos ficam da cor da borracha e a pele me descai. Imagino os funcionários a esfregar as mãos atrás da porta dos balneários: ahahahah, queres nadar enquanto trabalhamos? ao menos farás má figura, seu preservativo gigante!

 

Mas, claro, vou continuar a arriscar estas coisas todas sempre que puder...ou não fosse eu aquela que sempre disse que gostava de morar num hotel - não num quarto mixuruca, mas uma penthouse ao género Pretty Woman, estão a ver?

 

 

Facebook Maria das Palavras - Clica para gostares

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

subscrever feeds